Bom dia! Hoje é Quinta-Feira.
24 de Maio de 2018 - Hora Local 07:20h

Notícias

18-04-2018 Em novo formato, Arrancadão de Tratores volta a atrair grande público a Maripá

O público lotou as arquibancadas do Centro de Eventos de Maripá neste fim de semana para acompanhar mais uma edição do Arrancadão de Tratores. Com o novo formato do evento, que a partir deste ano passou a ser organizado pelo poder público municipal, o Arrancadão integra a programação de aniversário do município, celebrado no dia 17 de abril.

Para o prefeito Anderson Bento Maria, a mudança foi positiva, visto as milhares de pessoas que prestigiaram o evento. “O trator é um dos símbolos da nossa cidade e um dos responsáveis por divulgar o nome de Maripá em todas as regiões do país e também no exterior. Propomos algumas mudanças como a alteração da data, que passou de novembro para abril e também a entrada livre para assistir o evento. Esta foi uma das formas que encontramos para trazer mais atrativos ao Arrancadão e também para despertar na própria população maripaense a tradição das arrancadas”, destaca.

Este ano, 15 equipes disputaram o troféu de campeão pela categoria Tratorshow: 601 Racing, Ferrari Rural, Penélope, Laranja Mecânica, Brutus Racing 22, Detroit, Malacabado, Kabun, Cobra Racing, Baté Racing, Bad Boy, Tavares, Ztroit, Poupai e Cavalo de Aço (PY).

Algumas máquinas não seguiram na competição. Ainda nos treinos de aquecimento, o trator da equipe Penélope, o único pilotado por uma mulher, teve problemas mecânicos e não conseguiu participar das disputas. O trator da equipe Kabun, que subiu este ano da categoria Roceiros para a Tratorshow, também quebrou no aquecimento e não pode seguir na competição. O mesmo ocorreu com o Ztroit, de Tupãssi. Já o Cobra Racing teve problemas na última bateria classificatória. Ele entrou como primeiro classificado, mas não conseguiu largar nas semifinais. O Bad Boy, que havia se classificado em quinto, não compareceu para formar o grid no tempo determinado e foi substituído pelo Laranja Mecânica, conforme estabelece o regulamento.

Por fim, a final mais esperada foi entre duas equipes maripaenses, o Brutus Racing 22 e o 601 Racing. Em uma disputa acirrada, o 601 completou os 201 metros de pista em 9,285 segundos enquanto o Brutus fez em 9,222 segundos, atingindo 131 km/h, o que lhe concedeu a vitória da etapa na categoria Tratorshow. A terceira colocação ficou com a equipe Ferrari Rural, do piloto Ivan Schanoski, seguido do Baté Racing com Carlos Eduardo Conci, Laranja Mecânica, pilotado pelo David Bretzke e na sexta colocação a equipe paraguaia Cavalo de Aço (PY), com o piloto Eduardo Faustino.

Já na categoria Roceiros, além de nove tratores originais de Maripá, houve a participação de um trator de Toledo e dois de Nova Santa Rosa, que também participaram do desfile na cidade. O primeiro lugar foi para Marino Rohweder, seguido de Eduardo Sgarbi em segundo, Diogo Glass em terceiro, Jeferson Hubner na quarta colocação, Alexandro Kommerz em quinto e Welison Wulf em sexto.

Além das arrancadas dos tratores modificados e originais, o Zerinho Bomba Show novamente fez apresentações com muita adrenalina e emoção, com manobras radicais que levaram o público ao delírio.