Boa madrugada! Hoje é Quinta-Feira.
21 de Junho de 2018 - Hora Local 05:17h

Secretaria de Educação, Cultura e Desporto

22-02-2018 Compra de alimentos da agricultura familiar com recursos do PNAE sobe 16% em 2017


O Governo Municipal tem investido cada vez mais na qualidade da alimentação escolar servida aos mais de 750 estudantes matriculados na rede municipal de ensino. Em 2017, mais de 92% dos R$ 68.716,00 repassados pelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), por meio do PNAE (Programa Nacional da Alimentação Escolar), foram destinados à aquisição de gêneros alimentícios cultivados por agricultores do município, enquanto o previsto pela legislação é de no mínimo 30%. O número representa aumento de 16% comparado ao ano anterior. Além deste recurso, o município ainda investiu mais R$ 170.952,65 de recursos próprios para complementação do cardápio.

A priorização na compra de alimentos do pequeno produtor alia a valorização do setor à oferta de uma refeição de qualidade aos estudantes. “Quanto mais cedo se criar hábitos alimentares e de vida saudáveis, mais chances de termos adultos saudáveis. Por isso, priorizamos a qualidade da alimentação através da compra de produtores locais, além da complementação dos recursos investidos para execução completa do cardápio”, pontua a secretária de Educação, Cultura e Desporto, Janaína Müller Geraldi.

Para oferta uma alimentação saudável e adequada, o cardápio dos estudantes é preparado pela nutricionista do município levando em conta o equilíbrio na alimentação e a inclusão de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento da criança ou adolescente. “A alimentação balanceada é fator determinante no desenvolvimento e aprendizado das crianças, já que é comprovado que quando os alunos estão bem alimentados têm mais ânimo e um melhor rendimento escolar, além de formação de hábitos alimentares saudáveis“, salienta a nutricionista, Jussara Garcia Rosa França.

A lista de alimentos entregue às escolas por meio da agricultura familiar contempla uma série de itens, entre eles: verduras, legumes, hortaliças, frutas, geleias, panificados e filé de peixe.

ESTADO NUTRICIONAL - A avaliação nutricional realizada anualmente com todos os estudantes manteve-se a mesma este ano. Os resultados obtidos mostram que 69% dos alunos encontram-se dentro da faixa de eutrofia, ou seja, possuem uma nutrição de boa qualidade. Dos 31% restantes, 15% estão em sobrepeso, 12% em obesidade, 3% em risco de sobrepeso e 1% em magreza.

Após a análise dos resultados, os pais de todos os estudantes foram chamados, individualmente, para serem informados sobre a situação de seus filhos. “É importante que os pais acompanhem o estado nutricional dos filhos e adotem em sua casa hábitos de vida saudáveis, não só na alimentação. Estar atento a saúde dos filhos pode evitar complicações futuras”, ressalta a nutricionista Jussara.

Os alunos com excesso de peso e desnutrição foram encaminhados para a Secretaria de Saúde, para avaliação completa da nutricionista e possível acompanhamento.