Boa noite! Hoje é Segunda-Feira.
22 de Outubro de 2018 - Hora Local 19:52h

Secretaria do Trabalho e Assistência Social

22-05-2018 Diversas ações marcam o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Maripá

O mês de maio está sendo marcado por uma série de ações em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado no dia 18 de maio. As mobilizações são voltadas para a prevenção e conscientização da sociedade sobre a exploração sexual de crianças e adolescentes e o enfrentamento a todos os tipos de violência, incentivando as denúncias.

As ações foram realizadas de forma integrada pela Rede de Proteção Intersetorial que envolve as áreas de Assistência Social, Educação e Saúde em parceria com o Conselho Tutelar e com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

O tema desenvolvido pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social para a campanha deste ano é “Não Engula o Choro”. Segundo a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Juliana Pastore Massocatto, o foco é conscientizar toda a sociedade sobre os tipos de violências e estimular a criança a se manifestar e buscar ajuda, caso esteja enfrentando uma situação de risco. “A campanha mostra que, muitas vezes, a criança se comunica mais pelo choro e outros sinais não verbais que por palavras, quando algo está errado. No caso de violências, o silêncio é ainda maior, porque, geralmente, o autor é próximo à família”, explica.

O tema foi abordado pela área de Assistência Social em palestras ministradas pela psicóloga, Fabiele Mentz, durante as reuniões do PAIF (Programa de Atenção Integral a Família) com a participação de 116 pessoas e também com os 140 estudantes dos 8º e 9º anos do município, que fazem parte do Programa Educativo. Já para os beneficiários do Programa Bolsa Família, a equipe do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) falou sobre o assunto e transmitiu um dos vídeos da campanha, com a presença de 35 pessoas.

Está sendo realizada ainda, a distribuição de material gráfico informativo pelas ACS (Agentes Comunitárias de Saúde) durante as visitas domiciliares. Trata-se de um panfleto que contém indicadores que ajudam a identificar a presença de violência contra crianças e adolescentes, além de orientações sobre as medidas a serem tomadas nestes casos e os meios onde podem ser feitas denúncias.

A campanha também foi divulgada por meio de faixas e cartazes fixados nos colégios estaduais, escolas municipais, no Centro de Educação Infantil e em diversos locais do município de Maripá. As ações continuam ocorrendo até o fim de maio.